Onde estão as causas do comportamento?

Onde estão as causas do comportamento?

 

 

 

 

(Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/Folhapress/Rede Brasil Atual)

 

 

 

 

Por que procuramos explicações do comportamento em "causas" internas?

Não é difícil nos depararmos com frases do tipo: Ele não consegue porque não tem força de vontade, ela não terminou seu trabalho porque ficou com preguiça, ou ainda, ele agrediu o outro porque é impaciente.
Qual o problema destas frases???
Se por um lado elas são explicações comuns e bem aceitas para comportamentos cotidianos, por outro, nos induzem a uma percepção pouco ou nada funcional dos comportamentos que observamos diariamente.
Por quê???
Vamos pensar em um exemplo mais concreto: Um morador de rua que passa por situações adversas variadas tais como: a ignorância ( não olhar, não cumprimentar) de muitos que passam por ele, frio, calor, agressões verbais e até físicas...
Se alguém ao tentar explicar o comportamento desta pessoa, afirmar que ela não muda de vida por que não tem força de vontade, podemos, silenciosamente, refletir: então cadê a força de vontade? Do que é feita? Onde está localizada? Podemos observá-la?...
Não, nós não podemos. Mas se mudarmos de atitude, é possível verificar diversos fatores que, inclusive, com respaldo científico (resultado de diversos estudos sobre o comportamento humano) nos auxiliam a ter um olhar menos superficial (e muito mais funcional) sobre o comportamento.
Quer ver???
Em relação ao exemplo do morador de rua (não podemos determinar especificamente quais os fatores que mantém qualquer comportamento antes de investigarmos a fundo com um método adequado, o que é dever do psicólogo) podemos formular como hipótese que, talvez, a interação com familiares e pessoas próximas, no trabalho e outro contextos, antes de se tornar morador de rua, era muito aversiva (ainda mais aversiva do que as experiências que tem como morador de rua) e abdicando da vida "comum" esta pessoa evitaria tal contato. Assim se tornar morador de rua teria uma função de fuga de fatores muito negativos ( para a pessoa). Outra possibilidade para explicar o porquê do morador de rua continuar vivendo como morador de rua, é verificar se há um contexto minimamente adequado para que possa ocorrer uma mudança de comportamento, quais as oportunidades concretas existem para que o morador de rua mude seu cotidiano? Se estas oportunidades existirem, o morador de rua foi de alguma forma informado disso? Ele tem garantia que, “mudando de vida” não voltará a ter contato com os fatores negativos, dos quais ele talvez tenha escapado se tornando morador de rua? Ou que não continuará sendo ignorado pela sociedade como “mendigo”, tentando encontrar um emprego vestindo uma roupa suja? Que regras sobre o funcionamento da sociedade este morador de rua pode ter formulado? Qual avaliação faz de si mesmo? Existe atendimento psicológico adequado disponível, caso o morador de rua tenha sido efetivamente informado sobre as possibilidades de mudança, e mesmo assim tema mudar de vida?
Estas possíveis explicações são apenas algumas hipóteses, e o que elas têm em comum?
Buscam considerar aspectos ambientais (fatores do contexto da pessoa) para compreender o comportamento. Assim, ao invés de darmos a entender que o indivíduo não muda porque falta algo pelo qual ele é o único responsável (como se nós não reagíssemos ao nosso contexto a todo momento, influenciando e sendo influenciados) podemos, neste caso, pensar em políticas públicas adequadas e estratégicas ( planejadas com o auxílio da Psicologia, o quê já ocorre em outros países) que buscando compreender adequadamente o comportamento humano, certamente terá ótimas chances de obter sucesso.

Por fim, levando em conta que cada comportamento em cada contexto é dotado de função, se buscarmos entender a função poderemos perceber o comportamento de outra forma, mais adequada, para promover mudanças positivas em qualquer contexto.

Psicólogo Derek Kupski Gomes.
CRP:08/18317

 

 

Enviar comentário

voltar para Blog

show fwR b04s tsY center bsd|left tsN fwR show b03s bsd|show fwR tsY b03s left bsd|bnull|||login news fwB fwR tsY normalcase c10|fsN fwR normalcase c10 tsN|b01 c05 bsd|news login fwR normalcase tsY c10|fwR tsY normalcase c10|normalcase tsY c10|content-inner||